domingo, 31 de março de 2013

Niilismo de fim de feriado.


Quando assoma o fastio,
cresce uma indiferença.
Nem a chuva nem o estio
Geram bem ou malquerença.

31 de março

Existem algumas ironias nos acontecimentos ou pelo menos no modo como os interpretamos. Hoje, celebramos a Ressurreição de Jesus, mas há 49 anos começava a Paixão (sofrimento) da legalidade no Brasil com os primeiros atos do golpe que redundou na Ditadura Militar. Levando ao extremo a analogia um tanto quanto imprópria - eu sei -, a Ressurreição somente ocorreu mais de 20 anos depois (segundo alguns com a eleição - indireta - de Tancredo Neves e a posse efetiva de Sarney e, de acordo com outros, com a eleição de Fernando Collor). Mas pelo jeito a ressurreição da legalidade ainda não nos salvou de fato. Porém, é claro que prefiro este arremedo de democracia a qualquer modelo de governo que se assemelhe minimamente com o que por aqui imperou durante os malfadados "anos de chumbo".

Lugar

Depois de ouvir Rubem Alves dizendo (vou relatar com minhas palavras) que é uma bobagem enorme voltar a visitar um lugar que amamos muito porque nunca vamos encontrá-lo tal qual foi, cheguei finalmente a compreender que lugar não é só espaço, recorte geográfico, mas é também tempo.

Tempo e relógio

O relógio é o capacho do tempo.

Riacho

Deixo-me levar pelo fluxo do riacho.
E perdendo-me assim
De todos e de mim,
Sem querer novamente me acho.

Espírito patriótico x espírito crítico

Cheguei atrasado uma vez numa aula da faculdade. Na ocasião, o professor estava falando com grande entusiasmo sobre o filósofo Walter Benjamin. Noutro momento, um professor diferente citou Jorge Luís Borges de maneira apaixonada. Em ambas as ocasiões meu coração bateu de modo diferente. O que mexeu comigo foi a esperança de que, devido aos seus nomes, estes autores fossem brasileiros. Mais recentemente, quando ouvi a notícia de que o novo Papa escolheu para si o nome de Francisco, por um instante de irracionalidade, achei que ele fosse brasileiro. É provável que o meu espírito patriótico se sobreponha ao meu espírito crítico e, no fundo, a influência de Galvão Bueno deve ter sido mais marcante sobre mim do que a dos mestres que tive na faculdade. Mas isto é uma confissão e não uma acusação.

Pessoas incomuns

Pessoas incomuns como Dom Helder são seguidas por uns e perseguidas por outros.

Máxima do "salve-se quem puder"

Máxima do "salve-se quem puder": só faço ao outro o que eu não faria por mim. Desaprovo, evidentemente, esta toada.

Ética e estética na infância

É curioso, mas parece que as primeiras categorias morais no vocabulário de crianças muito novas são oriundas do campo estético: uma pessoa má é feia, por exemplo.

E o mais?

Expressão típica de pernambucanos quando não tinham mais o que dizer ao telefone, mas, ao mesmo tempo, não queriam desligá-lo: "e o mais?".

Usei os verbos no pretérito imperfeito porque este hábito está caindo em desuso. #Só os velhos entenderão!

Deferência

Quem trata a si mesmo com tanta deferência certamente sofre da absoluta falta de outras referências. Relativize-se.

Feliciano não me representa

Basta: todo santo e bom ano
o inacreditável acontece.
Desta vez foi um tal de Feliciano:
Deus não escuta minha prece.

Tráfico

Todo tráfico é, em alguma medida, uma forma de tráfego ilegal ou, pelo menos, imoral - o que não é pouca coisa.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Falta

Um se farta do que ao outro faz falta.

O máximo

Nem tanto nem tão pouco: quero no mínimo o máximo.

Sábado

E o sábado passou como passa um sapato velho nos pés da vida que segue trôpega seu caminho.

sábado, 16 de março de 2013

Caminho vago



Sempre o mesmo
Caminho vago.
Ando a esmo
E triste divago.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Artista e obra


Artista e obra:
Se um se vai
Tudo decai
E nada sobra...

Será mesmo?

quarta-feira, 6 de março de 2013

Rima

Saudade não rima com felicidade.

Amanhã

Amanhã eu estive
Sozinho contigo.
A temida morte vive
Perdida em seu abrigo.

Imprevisibilidade

.......Não dá para sustar
A chuva de imprevisibilidades
Levo susto e prendo o ar
Toda vida pela eternidade