terça-feira, 11 de setembro de 2012

O crítico

Talvez o crítico, do alto de sua pretensa altivez, rejeite com o mesmo prazer que um burocrata quando este escreve “INDEFERIDO” num documento qualquer. Por suposto, tem mais estilo que o funcionário público. Com alguns rapapés justifica-se ao leitor e sua rejeição desdobra-se em desdém filigranado.

Nenhum comentário: