sábado, 26 de março de 2011

Fraldários

Conversando com minha companheira Sheila, há alguns dias, ela me interpelou com uma questão: "você já viu algum frandário em banheiro masculino de restaurante?" Diante da minha cara de abestalhamento ela me fez outra pergunta: "você sabe o que é um fraldário?"

Refletimos um bocadinho sobre esta questão verdadeiramente relevante. Pensamos que se eu tivesse um pimpolho e desejasse levá-lo comigo a um restaurante haveria uma série de transtornos caso ele resolvesse presentear-me com a sua arte. Não poderia trocar sua fralda sobre uma das mesas do restaurante, os outros clientes talvez perdessem o interesse na comida; tampouco poderia ir ao banheiro feminino, por razões óbvias.

A pergunta que Sheila me fez sobre se eu ao menos sabia o que era um fraldário repeti-a a alguns dos meus alunos, dos quais todas as meninas sabiam o que era fraldário e apenas poquíssimos meninos sabiam. Eis um retrato da nossa cultura que destina às mulheres a função de cuidar das crianças. Se eu for pai um dia, não sei se serei, planejarei tardes na companhia exclusiva do meu bebê nas quais flanaremos pela cidade. Mas já antevejo, graças à Sheila que me chamou a atenção para isto, uma penca de problemas.

4 comentários:

Nataly disse...

Ui ui ui... infelizmente, tenha certeza que acontecerão. Além de aparecer um monte de gente querendo ensinar você a cuidar melhor dele/a... "imagina só que mãe desnaturada essa, deixar a pobre criança só com o pai". Ouvi esta pérola na semana passada. Uó, querido!

Sylvana disse...

Tio Jeferson, você saberá quando precisar! Homem pode entrar no fraldário sim!

Jefferson Góes disse...

Oi Sylvana. Ainda bem que podemos entrar, mas isso em qualquer fraldário, mesmo nos que ficam localizados em banheiros femininos?

E os homens entram mesmo, ou mesmo sendo liberado você percebe que têm mais mulheres do que homens?

Beijão em vc, nas crianças e no Wellington!

Bruna disse...

Que legal Jefferson, muito boa a indagação!! Eu como mãe e meu marido como pai que trocava fraldas já trocamos em mesas kkkkkkkk. Parabéns pelo blog.