segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A busca

A busca é como a alma
De água sedenta.
Sem pingo de calma
Barris arrebenta.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Uma resposta...

Busco rimas a todo momento.
Mas uma coisa agora saliento:
O cerne do meu poético experimento
Não é o mero rimar, mas o sentimento.

Música

Quem nos dera se a vida fosse música
A tocar a cada e a todo ínfimo instante.
E o embalo louco dos pés a nossa rubrica
Firmando a terra, a pele de nossa amante.

sábado, 22 de agosto de 2009

La teta asustada


Se tivesse de rotular o filme "La teta asustada" com apenas um adjetivo eu não relutaria em classificá-lo com um genérico "belíssimo". Por sorte,todavia, não estou obrigado a limitar numa síntese qualquer todo o conjunto da obra. Por essa razão tentarei explicar brevemente o porquê de ter achado esta "película" "peruana" tão bela.

O filme desabrocha numa metáfora do processo de colonização ainda em curso. Os conflitos e as negociações entre as culturas ameríndia e européia são reeditados vigorosomante na vida de uma jovem cindida interiormente pelo embate entre o imaginário mágico ancestral e o imaginário eclético contemporâneo. E tanto num quanto noutro é sempre a mulher a sofrer o que neles há de pior. Pior que em vários e preciosos instantes é transubstancializado em beleza nas canções do filme.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Dois destinos conspirados


Tiradentes esquartejado

E numa praça pendurado.

Silvério Reis perdoado,

Pelo plano ter delatado.

domingo, 16 de agosto de 2009

História


O fogo que renova a história

Apenas se mantém aceso

Na medida em que a memória

Vive, mas não como sobrepeso.

Política

Numa terra distante da nossa, vivia um rapaz de vinte cinco anos cuja vida consistia basicamente na leitura dos clássicos do pensamento da sua cultura. Ele era regrado, obstinado e infatigável. Devorava religiosamente duzentas páginas por dias e já se dedicava a este labor há exatos dez anos, de modo que neste intervalo leu um pouco mais de 730 mil páginas. Era, portanto, um sábio na apreciação da população.

De acordo com os costumes, o jovem sábio foi apresentado ao velho sábio daquela sociedade, para poder deste obter a consagração definitiva mediante uma complexa arguição. O diploma assinado pelo punho do mestre ancião concedia ao jovem os títulos de Mestre em Mistérios Insondáveis, Doutor em Ciência dos Paradoxos e Pós-Doutor em Caosmoslogia. Terminado o rito, o vetusto sábio retirou-se da sua função oficial de Asceta do Estado e deu posse, para substitui-lo, ao novo Asceta. Tudo isso se passou, coincidentemente, no mesmo dia em que na nossa própria pátria um brilhante professor passou a faixa presidencial para um operário sindicalista.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Dúvida estética



Haverá diferença substancial

Entre uma partícula do Belo

Brotada do seio do natural

E outra criada pelo cerebelo?

O inferno

O inferno deve ser um mundo de eternos insones.

O Ser da arte...

De tudo aquilo quanto há
Nada deixa de ser parte
Do Insondável Ser que se dá
A ver modicamente na arte.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Livros


Entre um e outro livro

Vou e volto ao México,

Outras tantas vidas vivo

E ainda amplio o léxico.

domingo, 9 de agosto de 2009

Há tanto tempo que te amo

O papel da protagonista é perturbador. Ela pareceu-me uma mulher de força descomunal, por um lado, e demasiadamente frágil, por outro. Na sua pele, faria o que fez, transgrediria o tabu, mas não me entregaria como um bode expiatório. De qualquer modo, são apenas conjecturas e um julgameno, e felizmente a beleza do filme não se constrói a partir deles.

Cultura do medo

Hoje cedo - em pleno dia dos pais - fui visitar aquela que ao mundo me trouxe. Na entrada do edifício, fui abordado por uma senhora que me perguntou num tom um tanto quanto ríspido se lá eu residia, ao que lhe respondi que não, que estava a visitar a minha mãe. A mulher não se satisfez e me perguntou em que andar morava minha mama e eu não relutei em lhe dar a informação. Enfim, ela saiu e eu entrei. Com esse episódio banal me vieram dois pensamentos à mente.

O primeiro: quanta ingenuidade! Se eu estivesse mentindo, o que poderia a senhora fazer? Gritar, apenas. Ela não conseguiria me deter e muito menos impediria um bandido desejoso de lá entrar por qualquer má razão. O segundo pensamento me diz que aquilo foi uma reação autmomática, um impulso imediato decorrente do medo que nos envolve a todos nesses dias difíceis em que o nosso olhar já não mais é livre para simplesmente olhar, porque se tornou cativo ao ter de ser vigilante.

Eugène Ionesco - A título de registro


Há uma semana eu não sabia quem era Eugène Ionesco, até que li um texto em que o seu compatriota Mircea Eliade a ele se referiu. Fiquei curioso. Para minha surpresa, vi que a peça "A lição" estava em cartaz num teatro aqui de Recife (o teatro Hermilo Borba Filho). Assisti ontem à noite à última apresentação do Grupo Osicran (formado por jovens atores) e gostei bastante. É incrível como o absurdo, que deveria ser aquilo que é completamente destituído de sentido, é, pelo contrário, significativamente carregado de sentidos quando manejado por um autor como Ionesco. Toda a insensatez encenada remete imediatamente à raiz da racionalidade que somos o apelo de revisarmos nossas crenças e atitudes, nosso ser neste mundo.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ezra Pound - ABC DA LITERATURA

Duas citações:

"Literatura é novidade que PERMANECE novidade". P. 33

"A música apodrece quando se afasta muito da dança. A poesia se atrofia quando se afasta muito da música". P.61

Editora Cultrix, 2006

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Bachianas Brasileiras

Bachianas Brasileiras: BBeleza Universal...

Idade

Beirando os trinta anos, quero ter a maturidade dos homens de quarenta e o vigor dos de vinte.