segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Um dedinho da prosa de Rosa...

"[...] Do demo? Não gloso. Senhor pergunte aos moradores. Em falso receio, desfalam no nome dele - dizem só: o Que-diga. Vote! não... Quem muito se evita, se convive."

Nenhum comentário: