terça-feira, 14 de julho de 2009

Cinema

Desde a sua infância mais remota, quando sonham, todos os homens se exercitam na arte de criar roteiros. Até a sua morte, porém, apenas alguns revelar-se-ão exímios diretores; apenas alguns dominarão a técnica da lapidação da pedra bruta do sonho.

Um comentário:

Arthur Alves disse...

Roteiros e mais roteiros, roteiros não vividos, postos em ação como uma prévia, mas só aquele mais complexo ganhará as telas da nossa vida, brincando e confundindo, quem é mocinho e quem é vilão...

Abraços