sábado, 22 de novembro de 2008

Caminho


Meus passos seguem

Por uma terra árida,

Mas as lágrimas vertem

Sobre uma face impávida.

Nenhum comentário: