sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Estrelas

Queria das estrelas
Um dedinho de fala.
Ou ao menos vê-las
De perto, na sala.

Da vida, falar-lhes...
Servir-lhes um drink
Sondando-as, entre os goles,
“What do you think?”.

Mas que me diriam elas?
“Oh, fuck you, we really don’t care”
Ou “We’re here man! What’s up? Tell us”
Sei lá, mas me diriam coisa qualquer.

Sim, não me negariam palavras
Assim como as rosas.
Tocariam-me deveras,
Quer grosseiras ou generosas.

* s/d (sem data)

Nenhum comentário: