domingo, 13 de janeiro de 2008

Homem

Homem, curiosíssima criatura
Que ao buscar na literatura
O bálsamo de toda má augura
Encobre sua face, pois não a atura.

Nenhum comentário: